Feugiat nulla facilisis at vero eros et curt accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril.
+ (123) 1800-453-1546
info@example.com

Related Posts

Welcome to MedicalPress a Premium Medical Theme

Desintometria com tecnologia e controle de qualidade

Desintometria com tecnologia e controle de qualidade

As últimas novidades em relação ao diagnóstico através da densitometria óssea, são com relação aos critérios técnicos e controle de qualidade, que estão mais relacionados à atualização dos programas utilizados pelas clínicas, e aos profissionais que realizam este exame.

Existem alguns aparelhos que utilizam o ultrassom e outros que realizam a análise morfológica do osso, entretanto estes métodos ainda necessitam de validação.

De acordo com o ISCD (International Society for Clinical Densitometry) o exame de densitometria óssea é recomendado para: mulheres com mais de 65 anos; mulheres na pós-menopausa abaixo de 65 anos e com fatores de risco; homens com mais de 70 anos, adultos com fraturas sem causa aparente; adultos com doenças ou em uso de medicações que favoreçam a perda de massa óssea.

O exame é eficaz para avaliar a densidade mineral óssea, auxiliando no diagnóstico da osteoporose. É o método preconizado pela Organização Mundial da Saúde quando o assunto é osteoporose. Os objetivos da avaliação de pacientes com risco de desenvolver o problema são diagnosticar a doença com base na avaliação da massa óssea, estabelecer os riscos de fratura e tomar decisões sobre a necessidade de uma terapia.

Em geral não há necessidade de preparo prévio no momento de realizar o exame, exceto os pacientes que tenham feito radiografia contrastada com bário, que devem aguardar pelo menos 10 dias, para que não ocorram artefatos na realização do exame.

Para crianças e jovens o exame é indicado quando os mesmos fazem uso crônico de medicações como, por exemplo, corticosteróides, que levam a perda de massa óssea. O diagnóstico de osteoporose em crianças não deve ser feito apenas com base na densitometria, e sim associado ao exame clínico e laboratorial.